Manuscrito em velino contendo a Bíblia completa, sendo a Septuaginta e o Novo Testamento, ambos escritos no século IV em grego koiné. Encontra-se atualmente na Biblioteca do Vaticano, Roma, Itália.

 


Com mais informações da Wikipédia:

 

O Codex Vaticanus é um dos mais antigos manuscritos existentes da Bíblia grega e um dos quatro grandes códices unciais. O nome do codex deve-se ao fato de estar guardado na Biblioteca do Vaticano, pelo menos desde o século XV. Escrito em 759 folhas de velino em letras unciais, foi datado palaeograficamente como sendo do século IV.

 

O manuscrito tornou-se conhecido por estudiosos ocidentais por causa da correspondência entre Erasmo de Rotterdam e os prefeitos da Biblioteca do Vaticano. Partes do codex foram coligidas por vários estudiosos, mas numerosos erros foram feitos durante este processo. A relação do codex com a Vulgata não era clara e inicialmente os estudiosos não estavam cientes do valor do codex, o que mudou no século XIX, quando transcrições completas do codex foram concluídas. Foi nesse momento que os estudiosos perceberam que o texto diferia da Vulgata e do Textus Receptus.

 

A erudição acadêmica atual considera o Codex Vaticanus como um dos melhores textos gregos do Novo Testamento, juntamente com o Codex Sinaiticus. Até a descoberta do texto do Sinaiticus por Tischendorf, o Codex Vaticanus era inigualável. O Codex Vaticanus foi usado extensivamente por Westcott e Hort na edição de "O Novo Testamento no Grego Original", em 1881. As edições mais vendidas do Novo Testamento grego são largamente baseadas no texto do Codex Vaticanus.

 

Conteúdo

 

Toque para ampliar em nova janela.O Codex Vaticanus originalmente continha uma cópia quase completa da Septuaginta, faltando apenas 1-4 Livros dos Macabeus e a Prece de Manassés. As 20 folhas originais com o Gênesis 1:1–46:28a e o Salmo 105:27–137:6b foram perdidas e foram transcritas posteriormente por um escriba no século XV. Os versículos de II Reis 2:5–7, 10-13 também foram perdidos por causa de um rasgo em uma das páginas. A ordem dos livros do Antigo Testamento no codex é a seguinte: De Gênesis até II Crônicas está na ordem normal, após isso a ordem é a seguinte: 1 Esdras; 2 Esdras (Esdras-Neemias); os Salmos; Livro dos Provérbios; Eclesiastes; Cântico dos Cânticos; Jó; Sabedoria; Eclesiástico; Ester; Judite; Tobias; os profetas menores de Oséias até Malaquias; Isaías; Jeremias; Baruque; Lamentações e a Epístola de Jeremias; Ezequiel e Daniel. A ordem dos livros é diferente da do Codex Alexandrinus.

 

O Novo Testamento existente no Vaticanus contém os Evangelhos, os Atos dos Apóstolos, as Epístolas católicas, as Epístolas paulinas e a Epístola aos Hebreus (até Hebreus 9:14); faltando a Primeira Epístola a Timóteo, a Segunda Epístola a Timóteo, a Epístola a Tito, a Epístola a Filemon e o Livro do Apocalipse. Estes livros ausentes foram complementados no século XV (fólios 760–768) e catalogados separadamente como sendo o codex minúsculo 1957. Possivelmente alguns livros apócrifos do Novo Testamento foram incluídos no fim (tal como nos códices Sinaiticus e Alexandrinus) e também é possível que o Apocalipse também não tenha sido incluído.

 

Descrições

 

Toque para ampliar em nova janela.O manuscrito foi organizado em um volume in-quarto, arranjado em resmas de cinco folhas ou de 10 folhas cada, semelhante ao Codex Marchalianus ou Codex Rossanensis; difere do Codex Sinaiticus por ter um arranjo de quatro ou três folhas. O número de resmas é freqüentemente encontrado na margem. Originalmente deve ter sido composto de 830 folhas de pergaminho, mas parece que 71 folhas foram perdidas. Atualmente, o Antigo Testamento consiste em 617 folhas e o Novo Testamento de 142 folhas. O pergaminho é extremamente fino. O tamanho das páginas é 27 cm por 27 cm.

 

O codex é escrito em três colunas por página, com 40–44 linhas por página, e 16–18 letras por linha. Nos livros poéticos do Velho Testamento (VT) apenas duas colunas preenchem uma página. No Pentateuco, Josué, Juízes, Rute, e I Reis 1:1–19:11 tem 44 linhas em uma coluna; em II Crônicas 10:16–26:13 são 40 linhas em uma coluna; e no Novo Testamento são 42 linhas. O manuscrito é um dos poucos manuscritos do Novo Testamento escrito com três colunas por página. Os outros dois codex gregos, escritos na mesma maneira são o Uncial 048 e Uncial 053. O Codex Vaticanus compreende um único volume in-quarto, contendo 759 finas e delicadas folhas de velino.

 

Importância

 

Toque para ampliar em nova janela.O Codex Vaticanus é um dos mais importantes textos manuscritos da Septuaginta e Novo Testamento grego, é um exemplo importante de texto-tipo Alexandrino. Foi usado por Westcott e Hort na edição do O Novo Testamento no Grego Original (1881), e foi a base para o texto. Todas as edições críticas do Novo Testamento publicadas após o trabalho de Westcott e Hort foram baseadas mais nos textos dos Evangelhos do Codex Vaticanus do que dos textos do Sinaiticus, com apenas a exceção das edições de Hermann von Soden o qual foram usados mais os textos do Codex Sinaiticus. Todas as edições de Nestle-Aland se mantêm próximo das características textuais para os textos de Westcott-Hort, o que significa que Vaticanus foi a base para a tradução.

 

Segundo a opinião geralmente aceita dos críticos textuais, o codex é a testemunha mais importante do texto dos Evangelhos, nos Atos e Epístolas Católicas, com uma importância igual a do Codex Sinaiticus, embora ele incorpore nas epístolas paulinas algumas leituras ocidentais e o valor do texto seja um pouco menor do que o do Codex Sinaiticus. Infelizmente, o manuscrito não está completo. Aland observou: "B é de longe o mais significativo do unciais".

 

Listamos abaixo 51 dos Principais Códices da Bíblia selecionados pela Bíbliateca Teológica em ordem alfabética. Confira cada um deles:


 

Compartilhe este Artigo no Facebook:


Deixe Aqui seu Comentário: