Sociedades Bíblicas

A história que deu início ao movimento das associações bíblicas na Europa do século XIX se encontra com as histórias das primeiras traduções da Bíblia para o português e juntas participaram da maior explosão de popularidade da Bíblia pelo mundo inteiro.

Essas associações se mobilizaram em defesa da Bíblia e no trabalho nada fácil de traduzir as Escrituras para idiomas de quase todos os países do mundo, incluindo dialetos das tribos mais distantes e até idiomas das tribos indígenas mais próximas.

Hoje elas defendem, preservam, traduzem, editam, revisam, publicam, distribuem e assim surgem Bíblias e mais Bíblias do Livro dos Livros. Assim vai se cumprindo hoje as palavras de Jesus quando disse que seu Evangelho seria pregado pelos quatro cantos do mundo antes de sua próxima vinda.

Segundo as Sociedades Bíblicas Unidas (United Bible Societies) desde e época que explodiu este movimento já existiam 2.454 traduções das Escrituras para 2.479 idiomas e dialetos diferentes. Em 2010 a informação era que a instituição participava de 600 projetos de tradução das Escrituras para 500 idiomas diferentes. Hoje este suporte para algum tipo de leitura bíblica deve estar disponível através de cerca de 3.000 traduções diferentes.

A seguir vamos conhecer a história de como tudo isso aconteceu e saber quem são essas instituições nos dias de hoje. Elas foram e continuam sendo responsáveis por levar a Bíblia a ser o livro mais traduzido do Mundo. Hoje existem traduções das Escrituras suficientes para oferecer a 90% da população mundial a mensagem de Cristo em seu próprio idioma.

Sociedade Bíblica Britânica e Estrangeira (British and Foreign Bible Society)

Fundada em 1804, esta foi a precursora das sociedades bíblicas em todo o mundo, surgindo em Londres logo depois da virada para o século XIX, através de um movimento que mais tarde resultaria em uma explosão de traduções e publicações da Bíblia.

O que inspirou este movimento anos antes foi a história de Mary Jones, uma menina de 16 anos, do País de Gales em 1800 que juntou dinheiro por 6 anos e viajou por 40 km pelas montanhas da região para comprar um exemplar da Bíblia, muito cara na época, logo que ficou sabendo que exemplares da Bíblia estavam sendo vendidos em uma cidade chamada Bala. Surpreso com a história, o Rev. Thomas Charles da cidade de Bala recebeu e ajudou a menina e lhe vendeu três Bíblias pelo preço de uma.

Além de Charles, esta história inspirou pessoas importantes da época como William Wilberforce, um dos fundadores da sociedade e o Rev. Joseph Hughes, um galês que ao perceber o valor reduzido das Bíblias, perguntou ousadamente aos outros líderes em uma reunião da Religious Tract Society em 7 de dezembro de 1802:

"Se para o País de Gales, por que não para o reino?
E se para o reino, por que não para o mundo?"

Segundo a Sociedade Bíblica Britânica e Estrangeira, este foi o momento que “pôs em movimento a fundação de nossa sociedade”. Fundada em 1804 em uma reunião com cerca de 300 pessoas na London Tavern em Bishopsgate, hoje se chama simplesmente Bible Society localizada em Swindon, Inglaterra.

Sociedade Bíblica Americana (American Bible Society)

Nos Estados Unidos a primeira sociedade bíblica foi fundada em 1816 em Nova York. Com um dos objetivos de manter a Bíblia King James livre de qualquer corrupção textual, a Sociedade Bíblica Americana ineditamente distribuiu as primeiras Bíblias em hotéis e também as versões de bolso para os soldados da Guerra Civil.

Em 1818 a sociedade editou a primeira tradução para um idioma nativo americano chamado Lenape de Delaware. Em 1853 foi construída a Casa da Bíblia e centenas de milhares de edições das Escrituras foram impressas e distribuídas posteriormente, inclusive na China em 1898, país que continuou investindo. Em 1912 já se publicava a Bíblia em inglês e outros 83 idiomas. Mais de dois milhões de cópias da Bíblia foram impressos em 1915.

Nestas últimas décadas a instituição vem fazendo grandes distribuições de Bíblias em locais de desastres naturais em benefício de vítimas, como nos atentados de 11 de setembro em Nova York, o tsunami na Índia em 2004 e também do furacão Katrina. Atualmente a sociedade é localizada na Filadélfia, Pensilvânia.

Sociedade Bíblica Trinitariana (Trinitarian Bible Society)

Durante grandes divergências de membros dentro da Sociedade Bíblica Britânica e Estrangeira, em Londres durante o ano de 1831, uma votação foi realizada e mais de duas mil pessoas se reuniram para fundar a Sociedade Bíblica Trinitariana em Exter Hall, Londres, Inglaterra.

Defendendo publicamente uma posição trinitariana e recusando os Livros Apócrifos, a sociedade distribui somente a Bíblia King James em inglês por entender ser a mais próxima dos originais, traduzidas através dos Textos Massoréticos e Receptus da Bíblia. Mais tarde estaria da mesma forma defendendo a versão Almeida Corrigida Fiel de João Ferreira de Almeida como a tradução mais próxima dos originais, neste caso para o português.

A sociedade foi responsável por uma revisão das traduções feitas diretamente por Almeida (Revista e Corrigida) concluída em 1844 e daí surgiu a versão Almeida Fiel. Atualmente, além de imprimir e distribuir a Bíblia King James, a sociedade também distribui livros de literatura cristã baseada na Bíblia, além de folhetos e artigos infantis. Além do inglês, muito material é distribuído em outros idiomas e a sociedade também produz uma revista trimestral chamada "The Quarterly Record".

Sociedade Bíblica de Portugal

Em 1809 foram distribuídos cinco mil exemplares da tradução do Novo Testamento de Almeida em Portugal pela Sociedade Bíblica Britânica e Estrangeira e mais tarde foi distribuída também a tradução da Vulgata feita por Figueiredo. George Borrow, enviado de Londres, juntamente com John Wilby e o Rev. Edward Whiteley trabalharam na distribuição da Bíblia em Portugal.

Esta mesma sociedade bíblica Londrina foi oficialmente estabelecida em Portugal em 1864 a cargo do inglês Francis H. Roughton e logo depois foi dirigida por James E. Tugman em 1869. Porém os trabalhos só foram consolidados em 1875, sob o comando do Rev. Robert Stewart, um capelão da comunidade escocesa que deixou o cargo em 1902.

Posteriormente dirigida também pelo português Robert Moreton em 1902 e pelo suíço Paul Vallon em 1935, a sociedade foi dirigida pelo Rev. Augusto Esperança em 1969, que promoveu uma reestruturação dos trabalhos de divulgação da Bíblia que passou a ser impressa em território nacional, quando a instituição adquiriu uma sede. Então surgiu a Sociedade Bíblica de Portugal em 1989 e depois em 1997 o Dr. Timóteo Cavaco assumiu o cargo de Secretário-Geral.

Sociedade Bíblica do Brasil

Logo ao terminar a segunda guerra mundial, com o sentimento de esperança que se espalhou pelo mundo, a Bíblia passou a ter uma procura maior. Foi neste contexto que foi fundada a Sociedade Bíblica do Brasil em 1948 no Rio de Janeiro com o lema de "Dar a Bíblia à Pátria".

A partir de então a SBB passou a editar, publicar e distribuir a Bíblia de Almeida e posteriormente outras traduções no Brasil, além de promover ações sociais. Mais de cinco milhões de Bíblias foram distribuídas durante o ano de 2010.

Em 1995 a Sociedade Bíblica do Brasil abriu em São Paulo a Gráfica da Bíblia, localizada na cidade de Barueri, onde até 2011 já haviam impresso cem milhões de Bíblias e Novos Testamentos em português. Hoje a SBB tem uma loja virtual e várias lojas físicas no Brasil onde vendem Bíblias e diversos livros de estudos sobre o assunto.

Sociedade Bíblica Trinitariana do Brasil

A Sociedade Bíblica Trinitariana (Trinitarian Bible Society) foi fundada em Londres 137 anos antes e foi formada por um grande grupo de pessoas que deixaram a Sociedade Bíblica Britânica e Estrangeira (pioneira deste movimento do século XIX).

Fundada no Brasil em 1968, pode-se dizer que esta sociedade bíblica também tem raízes no movimento iniciado em Londres. Assim como a Sociedade Trinitariana na Inglaterra tem a postura oficial de defender a versão da Bíblia King James como sendo a tradução mais próxima dos escritos originais para o inglês, aqui a Sociedade Bíblica Trinitariana do Brasil defende da mesma forma a versão Almeida Corrigida Fiel como sendo a tradução mais fiel dos escritos para o português.

Ainda hoje, ligada à sociedade européia de mesmo nome, a Sociedade Trinitariana do Brasil também defende as traduções feitas pelos Textos Massoréticos e Textus Receptus da Bíblia que compõem os textos mais fidedignos e mais próximos dos originais. Ambas as sociedades trinitarianas também preservam suas traduções através do método de tradução por equivalência formal.

Hoje é localizada em São Paulo e além de produzir e imprimir a versão Fiel de Almeida, a Sociedade Bíblica Trinitariana do Brasil também distribui a Bíblia de Estudo Scofield com a versão Almeida Fiel.




Compartilhar este Artigo no Facebook


Leia Mais: